Look: ousar é a última moda!

23/05/2019

   

   Faz muito tempo que eu não faço posts de look do dia por aqui. Pretendo voltar, juro, de verdade! Eu nunca deixei de amar moda, mas há um tempo atrás é como se em mim ela ‘não coubesse’.
   Sempre me importei e sempre gostei de me sentir bem com a roupa que eu estivesse usando, só que a moda não me acolhia da maneira que eu precisava, até o dia em que eu conheci o significado de body positivity.

   O que mais me motivou a voltar e continuar mostrando minha paixão por moda, foram os posts da Yasmin Fassbinder, acho que você já viu pelo instagram alguma vez, ela sempre conversa com os seguidores sobre tendências, consumo e vários outros assuntos relacionados à indústria da moda e nos estimula a ir em busca do nosso próprio estilo. Acompanho ela há muito tempo e atualmente ela é a minha principal referência quando se fala disso.


   É impossível não notar o fato de eu ter ganhado peso desde que mudei de cidade. Acho que eu não me lembro em um período que eu me considerei 100% ok com meu corpo. Nunca. Mas depois de todos esses anos, junto com os quilos a mais, eu ganhei também consciência e maturidade pra ver meu corpo muito além do número que tá na calça jeans que eu tô usando.
   

   Vocês não sabem como foi difícil pra mim olhar as roupas que eu gostava e só sentir vontade de vestir. Usar essa blusa como cropped, incluir a tendência da calça cigarrete de barra dobrada pra mim, com 1m50 no auge dos meus 70k foi um desafio, viu? E por quê eu tô mostrando isso? Porque eu me senti linda!
   E como várias pessoas que eu acompanho e admiro na internet me influenciaram e me ajudaram (sem saber) a olhar meu corpo e ver a beleza dele dessa forma, eu gostaria também de ser mais um mecanismo de inspiração e estímulo pra você também fazer o melhor por você mesma.
   Esse não é um post sobre um corpo que engordou e aprendeu a se amar, é sobre ser mulher e ter amor pelo próprio corpo, seja ele qual for.
   Se sentir bem com o nosso corpo tá além de estar acima do peso e ser ok quanto a isso; é sobre todas, ainda que dentro de algum padrão, deixam suas inseguranças pesarem. Independente dos privilégios que temos, todas temos inseguranças e precisamos nos apoiar.

   Espero que tenham gostado dessa composição, deixem sugestões de tendências ou peças que vocês gostam pra eu montar looks!
A blusa (R$ 4) e a sapatilha (R$ 15) são de brechós, a calça é da Riachuelo (R$ 39,90) e a bolsa da Lace Lore (R$ 41).
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Sentirmo-nos bem psicologicamente influência muito a maneira como nos vemos ao espelho. Existem pessoas muito inseguras que por causa disso não conseguem sair do ginásio.

    ResponderExcluir
  2. Que look lindoooo! Amei a blusa com o nozinho, e as fotos ficaram muito lindas <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e até a próxima!