Só você se dá

12/03/2019


Tava ficando cada vez mais difícil encontrar um lugar confortável e se aconchegar ali. Eu andei pensando muito sobre solidão, meu último texto até fala sobre isso, e realmente, é muito difícil fugir de relações e experiências tóxicas sem se deparar com o vazio, quando – antes de serem tóxicas – estiveram sempre ali.

Eu já entendi que todo vazio éausência de nós mesmos. Mas de tempos em tempos, eu me sinto perdida dentro da minha própria vida. É como se ela estivesse sobrecarregada com as demandas de outras pessoas, mas essas pessoas, ao mesmo tempo, nunca estão aqui.

Minha ficha caiu quando recebi a visita de uma amiga, nós não conversamos muito. No lance de mudar de cidade, nunca esteve e nos meus planos mudar de amigos, mas eu me sinto constantemente substituída e sempre que fico sabendo sobre algo novo, no pico mais alto de assuntos relevantes, me sinto cada vez mais distante, sempre sinto que estou perdendo algo. E ouvindo ela falar sobre coisas aleatórias da vida dela, eu percebi que em nem uma daquelas coisas eu conseguia me ver compartilhando junto dela. Eu percebi naquele momento que eu estava fora da vida dela e que os nossos mundos que um dia foram praticamente o mesmo, hoje eram completamente diferentes.

Essa é uma das coisas nas quais eu me sinto vazia, quando eu vejo que uma relação assim, que vivemos por anos, em menos de um tomou um rumo no qual eu não tenho mais conforto total. É como se a base sólida da minha vida não existisse de fato, ou tivesse se esvaído e eu precisasse criar uma nova.

Às vezes eu nem sei por onde começar, todo mundo é tão inteiro e cheio de si, e maduro... E quanto a mim, é como se não tivesse evoluído muita coisa. Eu sei que isso é fruto da baixa-estima feroz que me acompanha desde muitos anos, que eu preciso urgentemente trabalhar, misturada com um monte de outros traumas e expectativas frustradas. Por que a gente deixa nossa felicidade nas mãos dos outros? Eu me orgulho e amo a minha sensibilidade, sei que é um dom e que isso é capaz de me levar pra muito longe, mas eu queria viver isso de uma maneira positiva pra mim e pras pessoas ao meu redor. Pois muitas vezes, a sensação que tenho é como se eu estivesse espalhada em vários lugares diferentes, mas comigo só tivesse um pouquinho de mim de tanto que eu me dei.

A verdade é que ninguém nunca vai conseguir te dar as felicidades que você se dá e as que você precisa. E quanto mais o tempo passa, isso fica ainda mais difícil, porque a vida das pessoas tá acontecendo e elas não vão parar o próprio ritmo pra viver o seu, então não pare.

Enfim, entendi que num momento de crise você vai sentir tudo de uma só vez e tá tudo bem, mas depois você precisa parar e refletir sobre sem ter medo ou vergonha de encarar. Às vezes só precisamos falar o problema em voz alta e tentar entender “por que essas questões me incomodam tanto?”. Tudo que a gente precisa é falar, ser ouvido e se ouvir.

Comentários
1 Comentários

1 :

  1. Oii gatinha! Sempre passo aqui pra ver tuas atualizações. Acho sim, que cabe somente a nós mesmos a felicidade. Mas esses momentos em que tudo vem ao mesmo tempo sao importantes justamente pelo que você falou, pra pararmos e refletirmos. =) Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e até a próxima!