O dia em que eu descobri que não sabia rezar

21/02/2017

Foto: We Heart It

   Poucas vezes me senti fortalecida em oração. Eu sempre achava que o que estava ali fazendo era pouco demais, em volume baixo demais, que Deus concedia a mim porque conhecia meu coração, mas não pela força que eu depositava nas minhas orações porque no fundo, eu sabia que não sabia rezar.

   Eu orava e não sabia encaixar a minha fé, onde pôr a energia necessária para mostrar à Deus o que eu desejava e pelo que eu agradecia. Tenho a sensação de que ele sempre veio a mim por espontânea vontade no silêncio, mas eu não sabia invocá-lo. E eu acreditava que já tinha coisas demais para sentir necessidade – ou direito – de pedir a Ele algo a mais.

   Há tantas coisas no mundo pelas quais podemos rezar, mas foi conhecendo uma pessoa que eu senti uma inquietude diferente. “Preciso interceder por ela”. Por amor eu queria ver bem, queria ver feliz, em paz, mas essa pessoa estava tão distante de Deus que parecia não conhecer o caminho para chegar até o Pai.

   Então saí da minha zona de conforto, juntei minhas mãos e sem ter certeza se estava fazendo certo, eu orei, todos os dias, mesmo quando eu não rezava por mais nada, eu rezava por isso. Confiando inteiramente que a minha intercessão já estava acontecendo do lado de lá – pois a pessoa estava distante. E aconteceu.

   Minhas orações chegaram onde eu queria, minhas interseções não foram em vão, porque apesar de não saber ao certo, em nem um momento duvidei de que seria ouvida.

   Decidi então agradecer ao Senhor me alimento da palavra todos os dias e em um momento de fragilidade foi que eu aprendi sobre a Oração dePetição e entendi o porquê tinha a sensação de que minhas orações eram sempre rasas demais. Não contente busquei afinco aprender qual o jeito certo de interceder e aprendi que a oração é uma reunião de ações que devem ser praticadas em prol da nossa intercessão.

   Precisamos comungar com Deus nossos desejos em detalhes, nos inspirar na palavra já escrita, respaldar nossos pedidos e confiar com humildade e paciência – de voz, de mente e de atos – que o que foi prometido já aconteceu.


   A dinâmica da oração é fascinante e real. E eu sou grandiosamente grata por na minha existência poder aprender isso.


Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Que texto tocante esse que você escreveu. Acho que o poder dá oração faz uma diferença enorme na vida da gente, mesmo que a gente não leve muito jeito para coisa se é feito de coração vai dar certo.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e até a próxima!