Vamos Viver de Chamego

09/05/2015

"Eu não quero parecer precipitada, mas eu acho que tô gostando de você.

Sempre que eu fecho os olhos eu te imagino me tocando de uma forma diferente. O seu toque, nunca houve nenhum outro igual. Nós dois juntos, como duas peças de um quebra-cabeças que se encaixam.
Chega a ser irônico a forma injusta como a gente se descobriu. Entre tantas pessoas, você. Depois de tantas voltas, eu. E por mais bizarro que pareça, eu sinto a sua falta.

Mas quem foi que disse que a gente só sente saudade do que já passou? A gente tem o inteiro direito de sentir saudade daquilo que seria, do que poderia ser e não foi, do que era pra acontecer e não deu tempo.

Então, diz pra mim que você sente a mesma coisa. Que sente a mesma coisa a ponto de mudar a rota dos seus planos, pegar o caminho mais longo só pra que eu te acompanhe depois. A gente teria dado tão certo. A gente deu certo. E agora eu não sei o que fazer com isso. Não sei se eu agarro essa lembrança e guardo só comigo como um tesouro, ou se alimento isso e tento de todas as formas que eu puder te prender e te trazer pra mim. 
Quero ser sua felicidade,o seu amor gentil, lhe dado de presente sem nenhum motivo aparente. Divido contigo o aconchego do meu sofá e o meu melhor chocolate, sem egoísmo nenhum. Quero ficar contigo e fazer com que nosso amor pareça um livro. Quero que sejamos a inspiração de alguém. Quero que quando as pessoas vejam algo que gostamos, lembrem-se de nós. Quero fazer história com você."
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e até a próxima!